justiça

Vereadores Presos: Suspeitos de Envolvimento em Fraudes Associadas ao PCC são Revelados em Operação do MP

Vereadores Presos: Suspeitos de Envolvimento em Fraudes Associadas ao PCC são Revelados em Operação do MP

Uma rede de corrupção envolvendo agentes públicos, políticos e empresários foi desmantelada em uma operação recente conduzida pelo Ministério Público de São Paulo, em conjunto com a Polícia Militar. O esquema, que visava fraudar licitações e contratar mão de obra terceirizada mediante concorrência simulada, tinha ramificações em diversas prefeituras paulistas.Na manhã de terça-feira (16), 14 pessoas foram detidas, incluindo três vereadores de municípios do estado. Ricardo Queixão (PSD), de Cubatão; Luiz Carlos Alves Dias (MDB), de Santa Isabel; e Flavio Batista de Souza (Podemos), de Ferraz de Vasconcelos, foram os parlamentares presos até o momento.O modus operandi do grupo consistia…
Ver Mais
Justiça de SP rejeita solicitação de exumação de Gal Costa e encaminha caso à polícia para investigação

Justiça de SP rejeita solicitação de exumação de Gal Costa e encaminha caso à polícia para investigação

Justiça de SP Negou Pedido de Exumação do Corpo de Gal Costa e Encaminhou Caso à PolíciaA Justiça em São Paulo recusou o pedido de exumação do corpo de Gal Costa, falecida aos 77 anos em novembro de 2022, após o requerimento de seu filho, Gabriel Costa. O pedido, analisado pela Vara de Registros Públicos, foi considerado fora de sua competência administrativa e registral, sendo encaminhado para investigação policial.A juíza responsável também solicitou que o caso seja remetido à polícia para apuração dos fatos levantados por Gabriel Costa e a investigação de possíveis irregularidades cometidas por Wilma Petrillo, viúva da…
Ver Mais
Desvendando o Esquema: Empresas de Ônibus e sua Alegada Ligação com o PCC em São Paulo

Desvendando o Esquema: Empresas de Ônibus e sua Alegada Ligação com o PCC em São Paulo

A operação Fim da Linha, realizada nesta terça-feira (9), resultou na prisão de dirigentes das empresas de ônibus Transwolff e UPBus, sediadas na capital paulista, sob suspeita de associação com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Coordenada pelo Ministério Público, Polícia Militar, Receita Federal e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão ligado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, a operação desvendou um intricado esquema delituoso com ramificações na Prefeitura de São Paulo.A denúncia apresentada pelo Ministério Público envolve dez dirigentes da Transwolff e dezoito da UPBus, acusados de crimes como organização criminosa e lavagem de dinheiro.…
Ver Mais